09/09/2017

Sapphire: Chapter 4 - Cold

Nenhum comentário: | |

       Os dias demoraram a passar. Nas duas apresentações que fez, ela procurou pelo rosto dele na multidão. Mas ele não estava lá. Pelo menos não de corpo presente. No sábado à noite, Selena fez uma recepção para alguns funcionários de sua empresa, tudo visando novos contatos comerciais… Por mais que Chris estivesse lá, fazendo piada e se embebedando com o champanhe caríssimo, Justin se sentia entediado. A música era chata, as pessoas mais ainda, ele apenas queria sair andando sem olhar para trás. Se o fizesse, com certeza seus pés o levariam ao clube. Diretamente até ela.
         O jantar de sábado resultou em sócios em potencial, que foram convidados para um almoço no domingo e fingir um casamento perfeito era exaustivo. Sorrisos falsos, carinhos falsos, um companheirismo falso. Justin se perguntava se o casal de ricaços que parecia se divertir tanto na companhia deles ainda gostaria de fechar um contrato se soubesse que aquilo tudo era fachada. Que na verdade, o casamento de Justin e Selena era como um barco, cheio de buracos, prestes a afundar.
         Ao fim de tudo, quando se deitaram para dormir, cada um virou para o seu lado na cama, murmurando um “Boa noite” automático. Dormiram e quando ele acordou na manhã seguinte, ela já não estava mais lá. Era como estar casado com o fantasma dela. Ele sempre acordava sozinho. Mas naquele dia ele não se importava.
         Saltou da cama e tratou de se aprontar. Se na noite anterior queria parecer profissional, naquele dia, queria parecer o mais descontraído possível, para que Sapphire se sentisse confortável. Sendo assim, se vestiu com uma camisa social branca, jeans e mocassins. Colocou os óculos no rosto, a bolsa no ombro e pegou a chave do carro na mesinha, praticamente correndo para o elevador. Cumprimentou o porteiro antes de deixar o prédio, como há muito tempo não fazia. Há muito tempo que nada o deixava animado daquele modo. Pegou o Audi R8 preto na garagem e seguiu com destino certo. Nothing’s Gonna Hurt You Baby no rádio, o coração fora do ritmo.