11/05/2014

Only Best Friends: Capitulo Bônus - Especial Dia das Mães

| |

Obs: esse capítulo bônus NÃO é continuação do capítulo anterior. É apenas um especial que as meninas do zapzap pediram para mim fazer. Ficou pequeno ok? Mas ta aí 

Cinco anos atrás
Katherine Collins Bieber P.O.V 
O choro do Brian,  despertou-me do meu sono profundo. Ainda com os olhos fechados respirei fundo diversas vezes, uma vez que minha cabeça explodia de dor. Quando abri meus olhos fiquei encarando o outro lado da cama que por sua vez estava vazio.
Levantei-me e, ao tropeços, caminhei ate o quarto do meu filho.
- Hey meu anjo,  o que foi? - falei pegando-o em meu colo. Brian logo se acalmou e ficou me encarando curioso. Seus olhinhos cor de mel brilhavam por conta das lagrimas. Sorri fraco e dei um leve beijo em sua testa - Não vai me desejar feliz dia das mães? É bebê esse é o meu primeiro ano como mamãe, com você em meus braços....
Fui ate a sala e suspirei ao notar que Justin não estava em casa. Não era possível que no meu primeiro dia das mães Justin ele não estaria comigo. Antes de me sentar no sofá, peguei o telefone e disquei o número de Bieber
"- Onde você esta? - perguntei quando ele atendeu
Amor eu estou ocupado agora, não posso falar. To aqui no estudio, daqui a pouco eu apareço em casa, ok? Eu te amo!
Quando eu ia responder ou se quer avisa-lo que por obra do destino era o meu dia e que também ele pelo menos tinha que desejar, Justin desligou o celular. Simplesmente desligou.
Me sentei no sofá, bufando e abaixei a minha blusa do pijama para dar mama para Brian.
- Seu pai é um idiota filho. Não fique igual a ele, ok?
[…]
- FELIZ DIA DAS MÃES MINHA NORA PREFERIDA!  - Pattie gritou assim que eu abri a porta de casa, gargalhei alto e a abracei forte
- Para você também sogrinha
- Oi bebe - minha mãe disse assim que me soltei de Pattie - Feliz dia das mães
- Pra você também mãezinha - sorri a apertando
- Onde meu filho esta Kath? - Pattie pergunto enquanto pegava Brian no carrinho
- Eu não sei - bufei - Quando eu acordei ele já tinha saído, eu liguei pra ele. Mal falou comigo,  foi desligando na minha cara
- Ele esta aprontando alguma coisa - ela falou convicta
- Eu espero que seja uma arte boa , não quero ficar brigada com ele justo hoje.
Nos fomos ate a parte de trás de casa, onde havia a piscina e nos sentamos perto da mesma. O assunto logo começou e passamos a três horas seguintes conversando sobre assuntos aleatórios. Brian uma vez ou outra chorava, mas a maior parte ele dormiu. E Justin? Eu não fazia a ideia de seu paradeiro. Ele nem se quer ligou e a cada segundo eu ficava mais agoniada. A falta de noticias dele me preocupava, ainda mais quando eu ligava para o seu celular e ele não atendia

- Calma Kath, a qualquer hora ele chega - Pattie falara uma das inúmeras vezes que tentava me acalmar. De nada adiantava.
Meia hora depois o portão abriu e a Land Rover branca de Justin entrou e estacionou. O observei entrar em casa e segundos depois ele apareceu na área de lazer. Me levantei em um pulo e caminhei nervosa ate ele
- Onde você estava ate agora? - gritei me aproximando dele - Você quer me deixar...
Porem eu não consegui terminar minha frase. Meu corpo se chocou fortemente no seu quando Justin deslizou sua mão ate minha cintura e me puxou.
Seus lábios logo se encaixaram com o meu em um longo selinho. Seus braços abraçaram o meu corpo e os meus foram lançados em volta de seu pescoço. Fiquei na ponta dos pés e senti sua língua adentrar minha boca para explora-la.  Suspirei em meio ao beijo e enrosquei meus dedos nos seus fios dourados. Quando finalmente a falta de ar faltou para ambos, separamos nossas bocas. Justin encostou a sua testa na minha e deu um leve beijo na ponta do meu nariz
- Shhhh! Você fala demais - sussurrou 
- Onde você estava? - falei no mesmo tom
- Eu não te disse que estava no estúdio? - mordi o lábio inferior e ele riu fraco - Scooter me ligou hoje de manhã, eu tinha que regravar um trecho de uma música nova, nada demais
- Você demorou horas Justin! - reclamei e ele revirou os olhos. Justin entrelaçou nossas mãos e me puxou ate onde Pattie e minha mãe estavam. Logo após de dar um beijo na bochecha de cada uma, ele sussurrou algo para as duas fazendo-as sorrirem. Pegou Brian, que estava no colo de Emma, e sussurrou algo para ele também mesmo que o mesmo não entendesse alguma coisa. Ri com isso. 
- Vamos! - Justin falou apontando com cabeça para o carro
- Aonde? 
- Quero te levar em um lugar! - cerrei os olhos e ele riu fraco. Se virou e percorreu o caminho que á pouco tempo ele tinha feito. Dei de ombros e o segui, depois de me despedir das duas mulheres que os observavam ainda com o sorriso no rosto. 
Entrei no carro e Justin me deu Brian, para poder dirigir. 
Fizemos um caminho que eu desconhecia. Durou cerca de quinze minutos e todo esse tempo fomos num repleto silêncio. 
Duas coisas me intrigavam, a primeira era: onde ele estava me levando? E a segunda: por acaso ele se esqueceu que eu sou mãe também?
Assim que percebi que o carro parou de se movimentar, olhei pela janela e me deparei com um imenso muro de pedra. O portão de ferro se abriu, dando passagem para o carro. Um jardim se estendia dos dois lados, a grama verde e as flores contemplando a bela paisagem. O carro parou novamente e dessa vez pude ver o quão grande era aquele terreno.
Desci do carro com a ajuda de Justin, ele sorriu abertamente para mim e deu uma breve piscada. Olhei para a casa novamente e me arrepiei ao ver como ela era gigante e bonita. Muito bonita.
Sua entrada era grandiosa, uma pequena escada de seis degraus levava ate a área de entrada onde havia um conjunto de poltronas e uma mesinha. A porta de madeira dava um ar moderno. Eu me coçava para ver logo como era aquela casa por dentro.
- De quem é?
- De um amigo meu – Justin deu de ombros, subimos os poucos degraus e ele abriu a porta.
O hall que ela possuía me fez ficar de boca aberta. Uma escada surgia dos dois lados levando á provavelmente, o que eu deduzi, aos quartos. A decoração era rústica, mas ao poucas coisas que ali tinha, podia-se notar que também era moderna.
- Espere um minuto, ok? – assenti. Justin subiu as escadas correndo e eu fiquei parada olhando para os lados, enquanto segurava Brian – AI MEU DEUS!
Escutei Justin gritar o que me deixou desesperada
- JUSTIN? O QUE ACONTECEU?
- KATH SOBE AQUI – senti minhas pernas tremerem quando eu comecei a subir os degraus. Quando cheguei na parte de cima, encontrei Justin no meio do corredor – O que houve?
- Olhe o que tem aqui – ele sussurrou com os olhos arregalados. Justin me guiou ate uma porta, que estava fechada e segurei firme em minha mão. Abri a porta devagar e arregalei os olhos com o que vi.
O quarto era pequeno e não possuía nenhum móvel, mas isso não era o que me prendeu e sim o que tinha nas paredes. Na maior havia uma espécie de mosaico gigante onde formava uma foto minha, de Justin e Brian numa das nossas viagens que havíamos feito nesse ano. Na do lado estava escrita versos de milhares de musicas, que segundo Justin, falava tudo o que ele sentia por mim.
Na terceira parede havia diversos porta-retratos com fotos de quando éramos pequenos e também fotos recentes. E então eu me virei para ver a ultima. Meus olhos se encheram de lágrima e minha boca se abriu em um perfeito O.
- Eu não acredito – sussurrei.
A parede inteira estava branca, a não ser pelas duas palavras escritas de preto, com aquela caligrafia que eu sempre reconheceria. A caligrafia de Justin.
“Casa comigo?”
Me virei para Justin e soltei uma risada nervosa
- Você esta brincando não é? – perguntei chorosa
- Jamais brincaria com isso. É o meu maior sonho – ele falou sorrindo
- Eu te amo! – falei caminhando ate ele e tomando seus lábios em um apaixonado beijo – Eu te amo!
Repeti milhares de vezes. Justin me abraçou, tomando cuidado para não esmagar Brian e sussurrou em meu ouvido
- Isso tudo vai para a internet – ao perceber que eu não havia entendido ele continuou – Há câmeras desde que saímos da nossa casa, quer dizer da casa emprestada da sua mãe – ele riu – Essa daqui é a nossa, claro se você aceitar a se casar comigo.
- Você ainda tem duvidas? – falei me soltando dele e lhe dando um selinho – É o meu maior sonho – repeti suas palavras lhe arrancando um sorriso gigante.
- Você não existe Katherine Collins Bieber – dei risada e mordi os lábios
- E você não presta Justin Bieber – sussurrei – Você é completamente estragado.
Ele cerrou os olhos e murmurou
- Eu te amo para caralho, sabia? Feliz dia das mães meu anjo!

18 comentários:

  1. QUE CAPÍTULO LINDOOOOOOOO
    SCRRRRRR
    Q SDD DELES JUNTOS
    !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    TO CHOROSA CRLH
    Continua, xoxo *-*

    ResponderExcluir
  2. AI QUE CAPITULO PERFEITO, ACHO QUE ALAGUEI MEU QUARTO

    ResponderExcluir
  3. porra, vou ali chorar em posição fetal

    ResponderExcluir
  4. Perfeito muito perfeito !!! Que saudade deles juntos !!!! Quero jatherine de volta

    ResponderExcluir
  5. Awwwn q capitulo perfeitooooo to chorosaaa, a sdds deles juntosmuuuuiiitas, tomara q se entendam logo 💗💗💜💜💘💘😃😍

    ResponderExcluir
  6. Ain ain ain :'( bateu uma saudade da poha agr...

    ResponderExcluir
  7. Meu deus que capítulo perfeitooooooo , socorro ♡♥♡

    ResponderExcluir
  8. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH QUE PERFEIÇÃO *O*

    ResponderExcluir
  9. 😃😱💞♥pfttt ameeei

    ResponderExcluir
  10. ai meu Deus , que coisa mais linda ... você me fez chorar sabia !

    ResponderExcluir
  11. PEEEEEEEERFEITO, E CARA, QUE SDDS DOS DOIS JUNTOS, EU QUERO E PRECISO DE JATHERINE DE VOLTA. Beeeeijos diva, Thaynara


    ResponderExcluir
  12. Awwwwww to pirando q perfeitoooo. Mas pfv posta o capítulo 13 ainda hj? *--------*

    ResponderExcluir
  13. Ai eu deus eu acho que vou, chorei :') Que saudades deles juntoss, ai cara Only Best Friends não pode acabar, não me vejo sem essa fic, é tão perfeita, eu ainda lembro do primeiro capitulo, que o Justin chama a Kath pra ficar no ônibus com ele :')
    Ai cara, essa fic é linda demais, não pode acabaar nuncaa ♡♡
    Beijoos, continua

    Larissa (Nunca me manifestei aqui, sempre fui uma leitora fantasma kkk)

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar um comentário. Além de deixar a autora feliz, vai ajudá-la a saber se você está gostando ou não. Se achar algum link que não esteja funcionando nos avise.