13/02/2014

Only Best Friends: Capítulo 31 - Sorry!

| |
Quando você bater na minha porta
E me disser que você não quer brigar
Oh, querido, tenho certeza que não vou cair nessa desta vez
Little Mix - Towers

Justin Bieber POV

- Alô? – sua doce voz sussurrou do outro lado da linha. Sim eu tinha ligado para ela. Eu não queria ter brigado, não queria ter ignorado-a. Eu só sentia um enorme receio de aceitar sua amizade com um homem, aceitar sua amizade com um cara que é apaixonado por ela; por um cara que já tinha sentindo seus lábios.
- Onde você esta? – minha voz saiu mais chateada do que o esperado. Katherine ficou muda por alguns segundos ate suspirar e responder
- Você sabe onde eu estou – engoli em seco e fechei meus olhos mordendo os lábios
- Tem como você ir para a sua casa? Eu quero conversar.
- Justin...
- Por favor – supliquei
- Eu estou sem carro – revirei os olhos
- Eu passo ai para te pegar ou você... você pede para o Joseph te levar
- Tá legal – bufou – Estou te esperando
- Tudo bem – desliguei o celular e me levantei do sofá. Peguei a chave da minha Ferrari e avisei minha mãe de que iria sair. Assim que entrei no carro, liguei o radio e segui ate a casa de Joseph.
[...]
Katherine já me esperava ao lado de fora do apartamento, ela mexia no celular e brincava com seus fios de cabelo. Estacionei em sua frente e me curvei para abrir a porta, Kath segurou a mesma e entrou. Se virou para trás e colocou sua bolsa ali, depois voltou a se ajeitar no banco. Liguei o carro e o dirigi por alguns minutos, parei em um acostamento em uma estrada pouco movimentada. Mordi os lábios e olhei para Katherine
- Não vai falar nada? – perguntei
- Era você quem queria falar comigo – ela deu de ombros
- Dá para você olhar para mim? – perguntei arqueando a sobrancelha. Katherine continuou olhando para frente – Katherine?
- O que foi? – ela se virou podendo me encarar – O que você quer? Me proibir de ter amizades com homens? Eu já te falei que você não é meu pai Justin, alias nem meu pai me proibi de ter algumas amizades
- Em nenhum momento eu te proibi de nada
- Mas esta estampado na sua cara que você odeia isso
- E odeio mesmo – afirmei
- Essas suas frescuras me dão nos nervos
- Não é frescuras – grunhi
- É sim!
- Porra, eu já falei que não é! – disse nervoso – É medo. Eu tenho medo de te perder
- EU JÁ DISSE QUE ISSO NÃO IRA ACONTECER POR QUE EU TE AMO!
Ela gritou e puxou seus cabelos demonstrando o quanto estava frustrada.
- Desculpa – falei em um sussurro, ela não respondeu – A gente esta junto vai fazer dois meses e eu ainda não me acostumei com isso, e, em todo começo eu fico com medo. Eu não quero ficar brigando com você, não quero que fique chateada comigo por que isso me mata. Me desculpe....
- Eu só não consigo entender o por quê de suas “crises” – ela fez aspas com os dedos e continuou sem me olhar – Já te falei milhares de vezes que, porra, eu amo você! E dizer isso nunca parece ser o suficiente, nunca parece estar bom para você. Isso me destrói! – ela disse e só então eu percebi que algumas lagrimas escorriam em seu rosto. Ouvir isso dela me partiu o coração – É difícil entender que o que eu sinto por Joseph não chega nem perto do que eu sinto por você? – ela olhou para mim – Quer dizer eu amo Joe como amo Chloe e todos os meus amigos, mas você Justin... o que eu sinto por você é tão imenso – ela fungou e olhou para suas mãos – Posso não demonstrar, mas você é tudo para mim. Eu nunca sei como expressar meus sentimentos e tenho medo de você pensar que não sou o bastante. Justin, você sempre esta dizendo coisas lindas á mim, sempre me faz sentir tão especial e eu... sinto que nunca consigo retribuir tudo isso. Sinto como se eu precisasse mais de você do que você precisa de mim
- Isso não é verdade
- Tanto faz – ela deu de ombros e ficou encarando suas mãos. O silencio no carro foi longo e ás vezes eu abri a boca para falar algo, mas nada saía. Nada. Katherine então virou seu rosto e fez com que nossos olhares se encontrassem, ela colocou a mão em minha nuca e se aproximou. Nossos lábios se tocaram segundos depois, de inicio foi um longo selinho; então minha mão parou em sua bochecha e minha língua pediu passagem lentamente. Katherine abriu mais seus lábios e me deixou explorar todos os cantos de sua boca. Chupei sua língua e mordisquei seu lábio inferior arrancando uma breve arfada dela, minha outra mão segurou sua cintura e a puxei mais para mim. Katherine puxou de leve meu cabelo e eu arfei, com a falta de ar á tona; encerramos o beijo com longos selinhos. Colei nossas testas e ficamos em silencio ate nossas respirações se normalizarem
- Eu te amo – falei com nossos lábios encostados
- Eu te amo – ela repetiu. Rocei nossos narizes e lhe dei um selinho
- Para mim; você é perfeita. Nunca mais diga que não preciso de você, ta bom? – ela assentiu e me beijou novamente. Sua mão foi para minha nuca e puxou de leve os fios de meu cabelo. Apertei sua coxa e depois minha mão parou em sua cintura e ficou alisando o local. Separamos nossos lábios e sorri, Katherine abriu os olhos e mordeu os lábios lhe dei mais dois selinhos e depois a abracei
- Você é a mulher da minha vida – falei e senti ela sorrir na pele do meu pescoço e depois me apertou mais. Katherine sem duvidas era aquela que iria realizar meu sonho; o de construir uma família. E eu faria de tudo para tê-la ao meu lado para o resto de minha vida.

Duas semanas e dois dias depois
Stratford – 24 de dezembro de 2013, terça-feira – 10:00AM

Katherine Collins POV

- Finalmente! – gritei ao sair do avião
- Nem um pouco escandalosa – falou Alfredo ao parar do meu lado. Mostrei o dedo do meio para ele que riu – Cadê o Bieber?
- Aqui! – Justin saiu do avião segurando uma mochila e seu celular – Só um minuto – ele parou e tirou uma foto
- Comendo a copilota é? – Alfredo provou Justin
- Só para constar – Bieber falou enquanto olhava algo em seu celular – Não temos copilota – ele arqueou a sobrancelha para Alfredo o que me arrancando uma risada
- Idiota! – resmungou Fredo. Justin dando de ombros, estendeu sua mão para mim e eu a peguei. Caminhos ate o carro que nos esperava e entramos e partindo, em seguida, para o sitio dos avós de Justin.
[...]
O carro parou em frente ao sitio ás exatas onze horas, Alfredo nem esperou nós e saiu correndo
- Ta frio para caramba – reclamei ao sair do carro
- Eu  tenho uma blusa aqui – Justin abriu sua mochila e de lá tirou uma blusa de moletom
- Obrigado amor! – sorri e vesti a blusa, que por sua vez ficou como um vestido em mim. Segurei a mão de Justin e seguimos ate a entrada do sitio. Era bom estar ali novamente depois de muitos anos, as coisas continuava a mesma coisa, do jeitinho que sempre esteve.
Ao entrar na casa fomos direto para a parte de trás onde havia uma enorme mesa. Todos estavam ali. Todos mesmo, quando vi aquelas pessoas tão importantes para mim não pude deixar de sorrir. Olhei para Justin e ele permanecia da mesma forma que eu
- Olha o casal mais apaixonado aí gente! – alguém disse chamando minha atenção.
- Chaz! – gritei e fui ate ele, o mesmo me abraçou e me levantou no ar – Estava com saudades de você
- Eu também minha pequena, que não esta tão pequena assim – ri e o abracei novamente. Chaz foi ate Justin e o cumprimentou. Os próximos que eu cumprimentei foram: meus sogros, meus lindos cunhadinhos e os avós de Justin, meus pais e Thomas juntamente com Clary. Algumas pessoas da Team Bieber que ali estavam e que passariam o Natal conosco. Ate que encontrei aqueles loiros que eu tanto amo, corri ate eles e me joguei em cima dos dois, já que ambos estavam em um sofá.
- Ai caralho! – Chris gritou me fazendo rir
- Sai sai sai! Você esta me esmagando! – me levantei com um bico
- Poxa eu senti falta de vocês
- Eu também – Caitlin se levantou e me abraçou – Você esta uma gata
- Digo o mesmo para você – ri e desfiz o abraço indo em direção ao Christian que sorria. Ele me abraçou fortemente e de forma demorada igual todas as vezes em que ficávamos muito tempo sem nos ver
- Mais o que é isso? – ouvi a voz de Justin brava o que fez me separar de Chris rapidamente, olhei para ele que nos encaravam bravamente, mas do nada ele começou a rir e eu suspirei aliviada – E aí bro? – os dois fizeram um toque e depois Justin foi ate Caitlin e a abraçou – Como você esta?
- To bem e você? – ela perguntou
- Ótimo! – Justin olhou de canto para mim o que fez Caitlin rir
- Sei hein, seu safado! – ela falou brincalhona
[...]
Um minuto. Era o tempo que faltava para o Natal. Na sala todos estavam ansiosos e rindo. Logo depois iríamos entregar os presentes e eu estava nervosa. Não tenho certeza se Justin iria gostar do que eu iria dar a ele muito menos se ele iria entender, já que ele não era muito esperto.
- Dez! Nove! Oito... – todos começaram a gritar  - Cinco! Quatro! Três! Dois... Um!
- FELIZ NATAL! – gritei antes de todo mundo e todos riram. Foi então que começamos a nos abraçar e desejar todas aquelas coisas que se desejam em um natal com a família reunida. Estava procurando Justin ate sentir alguém me abraçar por trás
- Feliz natal meu anjo! – ouvi ele sussurrar em meu ouvido e me virei sorrindo. Passei meus braços em seu pescoço e selei nossos lábios, sua língua logo pediu passagem e eu aceitei ficando nas pontas dos pés para poder colar mais nossas bocas. Seu beijo era urgente e preciso, não ligávamos para quem estava a nossa volta. Ali, o que importava, era nós. E o quanto nos amávamos.
- Nosso primeiro natal juntos – falei sorrindo e ele riu
- O primeiro de muitos – me deu um selinho que logo se tornou outro beijo.
- Hora dos presentes! – ouvi Caitlin gritar me fazendo parar o beijo antes mesmo de Justin pedir passagem novamente, ele bufou e eu ri de sua careta.
Me sentei ao lado de Ryan e Justin se sentou no chão em minha frente, comecei a mexer em seu cabelo. Alfredo, como sempre, ligou sua câmera e se sentou no melhor lugar para filmar toda a trajetória da entrega. Quem começou foi Caitlin que presenteou quase todo mundo – inclusive eu que ganhou um salto mega alto todo brilhante. Depois foi Chris, Chaz, Ryan, Pattie...
Quase uma hora depois e só faltava eu, Justin e Thomas. A cada segundo eu ficava mais nervosa, meu presente iria ser com certeza totalmente diferente dos outros.
- Quem vai agora? – perguntou Bruce
- Eu! – Justin se levantou e foi ate lá a todo sorrisos o que me fez rir – Bom, eu não comprei presente para você mãe, porque eu sou seu presente entendeu? – ele falou e eu gargalhei alto como todos ali – Para você pai, eu comprei aquele tênis que você ficou babando, mas não comprou.
Justin pegou uma sacola e entregou para Jeremy que o abraçou
- Para os meus anjinhos – Justin se abaixou quando Jazzy e Jaxon se aproximaram -, eu comprei uma cama elástica enorme. Já que vocês amam ficar pulando na minha cama quando vão para Nova York – ele riu – Ela já esta lá na casa de vocês
- Eba! – Jazzy e Jaxon gritaram juntos
- Agora... – Justin se levantou e sorriu – O presente da minha vida – ele piscou para mim e eu corei – Vem aqui – ele me chamou com o dedo e eu me levantei
- Olha lá hein! – ele riu e dei um beijo em minha testa
- Eu só quero te dizer que eu te amo muito e espero que você esteja para sempre em minha vida – sorri alegremente e lhe dei um selinho. Justin se abaixou e pegou uma sacola e me entregou
- O que é? – perguntei
- Abre ué! – ele falou obvio e todos riram. Revirei os olhos e desfiz o laço que tinha na sacola. Dentro da mesma tinha uma pequena caixa, a peguei e abri a mesma – E ai?
- Amor! – falei sorrindo
- Deixa eu colocar em você – ele pegou uma das alianças e colocou em meu dedo – Daqui alguns dias fazemos dois meses de namoro, não é mesmo? Coloca em mim – ele falou olhando em meus olhos, o abracei forte e beijei sua bochecha
- Eu te amo – falei e lhe dei diversos selinhos
- Eu também te amo – peguei a outra aliança e coloquei em seu dedo. Justin segurou minha mão e depositou um beijo em cima do anel, depois levantou seu olhar para mim e sorriu lindamente. Ri e o abracei forte

- Vou aproveitar e já te dar o seu presente – ele assentiu. Me abaixei e peguei o envelope, Justin me encarava ansioso e com um sorrisinho de canto. Bom, era a hora!

O que será que é o presente hein? Me digam ai nos comentários.
Eu andei meio sumida por que queria terminar de escrever OBF e ficar sossegada, mas achei que iria ficar um bom tempo sem postar. Só para avisar a IB irá acabar no capítulo 34, ou seja já esta acabando :'( 
É isso, bye bye :)

24 comentários:

  1. Eu acho que ela ta gravida #ansiosa continua

    ResponderExcluir
  2. Ah, pode ser qualquer coisa, mas nao deixa ela ficar gravida véy .-. Isso estraga a graça de um monte de ib, deixa isso pro final e.e

    ResponderExcluir
  3. Ela está gravidaaaa continuaaaaaa af ta acabando 😭😭

    ResponderExcluir
  4. Ela ta gravidaaaaa
    Continua, please!!

    ResponderExcluir
  5. Postaaaaaa Logooo Ta Pefeitooooo

    ResponderExcluir
  6. aaaiii meu deus ela ta gravidaaa ??? :3

    ResponderExcluir
  7. Aaaaaaaaaaah Ela Tah Gravida. Diz Que ela Tah Gravida Muiée . Diz Logo . kkkkk Continuua taa Perfeito com Sempre .

    ResponderExcluir
  8. ai meu deus ela está gravida, continua está perfeito linda s2

    ResponderExcluir
  9. Vc está me matanto de curiosidade continua logo.. Esta pft e eu acho q ela está gravida!

    ResponderExcluir
  10. Continuaaaaaaa mds, é muito perfeito

    ResponderExcluir
  11. Meu Deeeeeeeeeeeeeeeus, ela ta grávidaaaaa, to chorando, daria tudo pra Kath ser real na vida do jus. Fico mt triste q ta acabando, por favor continua pra sempreeee, eu preciso disso pra viver, n pode acabar. tt: @_thaynarat

    ResponderExcluir
  12. Meu Deus ela ela ta grávida :oo continuaa por favor , que pena que ja vai acabar :(((((

    ResponderExcluir
  13. AHHHHH Eu to gravida? kk Continua amore ta mais que perfeito! <3

    ResponderExcluir
  14. hey babe, pode divulgar por favor? amo suas ibs! http://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-justin-bieber-the-fame-1634944

    ResponderExcluir
  15. o que será ? não me mate de curiosidade

    ResponderExcluir
  16. Continuaa .. megaa curiosaa .. leitora nova aqui .. to amando ;)

    ResponderExcluir
  17. Continuaa .. megaa curiosaa .. leitora nova aqui .. to amando ;)

    ResponderExcluir
  18. annnnw ... annw .... annnnnnnnw *--*

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar um comentário. Além de deixar a autora feliz, vai ajudá-la a saber se você está gostando ou não. Se achar algum link que não esteja funcionando nos avise.