16/11/2013

Summer Paradise - Your eyes speak more than you do

| |

"I'm a female rebel, who can't you tell?"
4x4 - Miley Cyrus feat. Nelly


                Lucy Montgomery’s P.O.V.

                - Sinto muito por hoje mais cedo... – ele disse baixo, porém, alto o suficiente para que eu ouvisse.
                - Tudo bem, na verdade, não tem muito importância – falei dando de ombros. Ele deu uma risada abafada e eu o segui fazendo o mesmo.
                - Se você diz. Acho melhor não contrariar, você já deixou bem claro que não deixa nada muito barato.
                - Não mesmo. Se você me irritar, for bravo comigo, ou fazer algo que eu não goste vai ouvir muito! Ah, e se você falar de forma errada eu vou te corrigir na hora. – Falei a última frase um pouco pensativa.
                - Você é difícil, mas consigo lidar – ele deu um sorriso e que sorriso. Parei na hora e fiquei olhando para seu rosto: seus olhos eram cor de amêndoa, sua boca rosada e bem desenhada, seu sorriso era como uma estrela. Seu corpo não era muito másculo, mas o suficiente para fazer qualquer garota babar.
                - Uma indireta, Justin? – Falei rindo.
                - Talvez... – ele disse misterioso. – Então... Você é de onde?
                - Nova York, e você? – Não perguntei apenas por educação, estava curiosa. Algo naquele garoto tinha chamado minha atenção.
                - Atlanta, na verdade todos nós somos de lá... – ele deu uma pausa. – Acho que agora entendo o motivo de querer paz, Nova York não é a cidade mais calma do planeta.
                - Não mesmo – falei rindo e ele me acompanhou. – Mas eu gosto de tudo aquilo, só que às vezes dá vontade de fugir um pouco de toda aquela euforia.
                - Entendo. Eu, que moro em um bairro até que calmo, não aguento às vezes, imagino você morando em Nova York – nós rimos.
                Sua risada é contagiante, fofa e engraçada. Sempre que ele ri, você sente vontade de rir também.
                - Mas dá pra tirar proveito. As baladas de lá são muito boas – pisquei apenas meu olho direito –, se é que me entende. – Ele deu uma gargalhada alta, fazendo os que estavam a nossa frente olharem para nós.
                - E você vai às baladas? – Perguntou curioso.
                - Não – ele começou a rir e eu ri também. – Qual é? Não combina comigo, sou mais um cobertor, chocolate quente e livros.
                - Hum... Então você faz o tipo nerd? – Ele disse como se fosse algo bom.
                - Não faço o “tipo” – fiz aspas com as mãos – nerd, eu sou nerd. – Dei ênfase em “sou”. – Espero que isso não seja um problema para você...
                - Pelo contrário, é bom. Não sou um dos melhores alunos, ter uma amiga nerd vai ser bom... – “Amiga”... Só eu estranhei quando ele disse “amiga”?
                Dei um largo sorriso e continuamos a andar. Deduzi que ele fosse um daqueles jogadores de futebol americano ou basquete fúteis que só sabem humilhar as pessoas e tirar notas baixas. Provavelmente tinha repetido umas cinco vezes.
                - Quantos anos você tem? – Perguntei.
                - 15, por quê? – Ele respondeu confuso.
                - Nada – dei de ombros.
                Ok, talvez ele não seja um desses jogadores de futebol ou basquete fúteis que só sabem humilhar as pessoas e tirar notas baixas. Ele é jovem demais para isso, não deve ter toda essa capacidade. Daqui uns dois anos, quando estiver já no último ano, quem sabe ele seja assim. Só espero que ele tenha cabeça suficiente para saber que não é o certo.
                - Por que acha que sou difícil de lidar? – Perguntei curiosa.
                - Não sei... Você tem cara de ser dura na queda, não leva desaforo para casa. Se alguém irritar você, você já vai para cima da pessoa; mas se alguém magoá-la você não aguenta e se afoga lágrimas. Talvez algo no passado que tenha te deixado assim, mas é difícil falar ao certo. Você não fala muito sobre você ou sobre sua vida e sua família, seus olhos falam mais por você do que você mesma; mas mesmo falando tudo isso, sei que ainda esconde muita coisa, você não é uma pessoa fácil de ser decifrada. – Ele disse tudo isso calmamente, olhando para mim às vezes, mas sempre mantinha seus olhos na areia ou no mar.
                Tudo que ele disse é verdade. Sim, tiveram coisas no passado; não, não levo desaforo para casa; sim, eu me afogo em lágrimas se me magoam; e não, não sou uma pessoa facilmente decifrável.
                - É incrível a sua capacidade de saber falar tudo isso sobre mim em apenas 20 minutos que me conhece... – Falei sorrindo.
                - Eu acertei?
                - Acertou – disse olhando para ele que sorria.
                - Um dia eu ainda descubro mais sobre você, espero que seja você me contando.
                Justin definitivamente não era uma pessoa fútil, mas uma pessoa doce, gentil, amável. Ele sabia como ser engraçado na medida certa, sabia ser safado na medida certa, sabia irritar na medida certa. Mas o mais importante: ele sabia como me tratar e como lidar comigo, isso pra mim é o mais importante.

                Lucy Montgomery’s P.O.V.




Ooi gente!!! Tudo bem?
Aw, é tão bom saber que vocês estão gostando de Summer Paradise, fico muito feliz :D
Sei que não deveria estar falando sobre isso aqui, mas já que todos estão falando sobre, vou me pronunciar também: é sobre toda essa polêmica que o Justin está envolvido. Alguns dizem que ele mudou, outros que o Scooter mudou, outros que até a Pattie mudou! Não concordo que ninguém tenha mudado, apenas que Justin amadureceu e durante esse processo de amadurecimento está confundindo maturidade com babaquice, provavelmente seja uma forma de ele mostrar o pode dele; mas não acredito que Justin seja dessa forma, apenas acho que seja uma fase difícil para ele, nada mais. Já sobre as pessoas dizendo que Scooter abandonou Justin... só uma palavra: CALÚNIA! Sim, Scooter está focado na carreira de empresário dele no momento, mas todos sabemos que ele pode estar nos Estados Unidos e o Justin no Japão, Scooter pega o primeiro avião para o Japão se saber que Justin está mal. Isso é fato! 
Bom, me digam o que acham de tudo que está acontecendo na vida de Justin. Não acho que ele vá se perder nas drogas, para mim isso está fora de cogitação haha.
Espero que tenham gostado do capítulo e falem o que estão achaaaaaaando u.u haha
Bia, perdoe-me por expor minha opinião, gatinha.
Beijos e até a próxima!

Anônimo: Fico feliz que esteja gostando. Ta aí o capítulo, me diga o que achou haha.
Carol Mercadante: Awwwww que fofaaaa! Amo purpurina, é vida. Espero que tenha gostadoo
Midiane dos Santos: Obrigada, shawty! Espero que tenha gostado desse também. Beijo na bunda ;)
Ana Nunes: HAHAHAHA o que tem 23 cm? Meu Deus, é o que eu tô pensando? HUMMMMMM, bom saber!! Fafadinha u.u Espero que tenha gostado, beijos
Thays Bieber Lavigne: Obrigada, fico feliz que tenha gostado. Espero que tenha gostado deste também, beijaaao
Diana Barbi: Haha não mesmo! Mas isso vai mudar, né? Haha espero que tenha gostado, beijo


6 comentários:

  1. Continua amei esse cap. cada vez mais legal...eu tbm concordo com vc,não acho que justin tenha mudado apenas amadurecido...acho também que TODOS deveriam aceita ele desse jeito e terem consciência de que justin cresceu.

    ResponderExcluir
  2. Tá muito bom estou amando quero que você continua logo por favor bjus
    @luh18gatinha

    ResponderExcluir
  3. To amando! Ta mt pftoo! Continuua! Mt fofos os dois mds ^-^ bj na testa

    ResponderExcluir
  4. Ownt, ti fofos esses dois *-* Serio, a cada capítulo minha ansiedade aumenta, serio, sua Ib tá mega perfeita... Continua logo, please... Beijustins gata!

    ResponderExcluir
  5. ou ou ou.
    Para tudo produção.Que cap megadivinissimo.
    Continua Plis

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar um comentário. Além de deixar a autora feliz, vai ajudá-la a saber se você está gostando ou não. Se achar algum link que não esteja funcionando nos avise.