22/11/2013

Sumer Paradise - Goodbye New York see you in a month and a half

| |

"Let's go crazy, crazy, crazy 'til we see
the sun. I know we only met, but let's pretend it's 
love."
Live While We're Young - One Direction


                Lucy Montgomery’s P.O.V.

                Acordei apenas no dia seguinte às 8h com o meu celular despertando ao som de Back in Black do AC/DC, melhor forma não há. Música vida do caramba! Levantei-me da cama e fui direto para o banheiro. Encarei a figura do espelho e amarrei meu cabelo, meu rosto estava todo amassado e tinha uma cara de sono enorme apesar de ter ido dormir super cedo ontem.
                Abri o registro de água e fui me despindo enquanto a água esquentava. Chuveiro a gás não é bom por causa disso, demora um pouco para esquentar, mas vale a pena por causa do grande volume de água que cai da ducha. Faz uma bela massagem e acalma os nervos. Entrei no box e banhei, saindo apenas dali quase 30 minutos. Sequei-me dentro do box mesmo e depois fui para o closet colocar uma roupa bonita, mas ao mesmo tempo confortável para passar pouco mais de 2h30 sentada em uma poltrona de avião. Admitamos que não é a poltrona mais confortável do mundo! Passei uma make leve e desci.
                Tinha alugado um apartamento no centro de Nova York, resolvi sair de casa quando comecei a cursar o último ano do colegial. Porém, quando o diretor me chamou na escola dele para avisar que Stanford tinha me escolhido como uma de suas alunas de Humanidades, eu e minha mãe resolvemos que deveríamos apenas alugar um pequeno apartamento no centro. Não é enorme, nem luxuoso, mas é bonito e confortável.
                Preparei um pequeno café-da-manhã, apenas uma cumbuca de tomate com sal. É uma delícia, indico a todos, haha. Minha amiga do primeiro ensino fundamental me apresentou tal prato, logo me apaixonei e sempre que sentia vontade pedia para minha mãe ou minha avó preparar para mim. Até que viciei minha mãe em tomate com sal também, então nós duas comíamos juntas quando acordávamos no meio da noite. Meu celular tocou enquanto comia, olhei no visor e era minha mãe.
                - Chore, dona Thamires!  - Falei zoando com ela. Ela odeia quando a chamo de dona Thamires, deve ser por isso que tanto a chamo assim.
                - Que horas é seu voo, criatura? – Ela perguntou. Sim, não nos tratávamos como mãe e filha, diria que está mais para amiga e amiga.
                - Às 9h, por quê?
                - Porque, minha filha, já são quase 8h30 e se eu fosse você viria logo para a porta. Estou te esperando aqui.
                - Por que não tocou a campainha, inteligência?
                - Não queria sair do carro, estou com preguiça. Em plenas férias você me faz acordar às 7h só para levá-la ao aeroporto. Nada legal!
                - I’m sorry, mom! – Falei com a voz irritante que sempre fazia quando dizia que sentia muito. – Já estou indo, vou só pegar minhas malas.
                - Tudo bem, estou esperando por você.
                - Beijú! – Dei destaque na última sílaba como sempre fazia quando nos falávamos por telefone.
                - Adios! – Ela disse com o pior sotaque possível espanhol.
                Encerrei a ligação e fui pegar minhas malas que estavam no quarto. Peguei minhas duas malas médias, minha nécessaire e minha bolsa com todas as coisas necessárias para a viagem, como: celular, iPod, carteira, etc. Saí do apartamento e chamei o elevador, enquanto ele não chegava eu trancava a porta. Quando chegou, coloquei todas as malas e depois entrei segurando minha nécessaire e minha bolsa na mesma mão. Cliquei no botão que indicava térreo e dentro de longos segundos cheguei.
                Avistei o carro de minha mãe. Cheguei perto e mandei um aceno para ela, que abriu o porta-malas. Botei as minhas duas malas lá e entrei na parte da frente do carro. Coloquei o cinto e depois olhei para minha mãe que olhava para cada movimento meu.
                - Olá, mamãe – falei sorrindo.
                - Olá, filhinha – ela disse sorrindo também. Começamos a rir, não era normal agirmos daquela forma. Tínhamos momentos de mãe e filha, mas normalmente agíamos apenas como amigas, sempre preferimos assim. Ela brigava comigo, me botava de castigo, mas contávamos tudo uma para outra. Mas isso foi só quando completei 15 anos, provavelmente após o incidente que separou nossa família.
                Fomos o caminho inteiro conversando. Quando cheguei ao aeroporto, peguei o carrinho, botei minhas malas nele e fui carregando minha bolsa da Chanel – que aliás, levei um tempão para comprar – na mão. Fui para a sala de embarque, estava em cima do horário já. Eram quase 9h. Despedi-me de mamãe e entrei na sala de embarque. Adeus, Nova York, até daqui um mês e meio.

                Lucy Montgomery’s P.O.V.




Oi... 
Meninas, eu preciso muito, muito conversar com vocês. Desde quando comecei a fic os comentários só vêm diminuindo mais e mais. Não quero me fazer vítima, mas eu preciso muito saber o que estão achando. Me falem se está chatinha, se devo mudar alguma coisa, etc. Eu só... Sei lá, preciso saber o que vocês acham, sabe?
De qualquer forma, eu postei. Espero que tenham gostado, apesar de tudo. Nos vemos em breve, eu acho.
Beijos e até uma próxima :)

Diana Barbi: Haha, eu também, mas eu prefiro as Maldivas :/ Meu amigo foi pra lá - nem caga dinheiro ele ¬¬ Haha logo eles vão se encontrar, fique tranquila. Não vai ser como esperado, mas vão 
♡ Júúlie Carter Mahone ♡: Haha fico feliz que esteja gostando, amor. Seja bem vida :)




7 comentários:

  1. 1º) AC/DC? Para tudo amei haha
    2) Tomate com sal? Haha baby essa é nova pra mim haha
    3º) esta perfeito! MEGA perfeito! Continua please! ;)

    ResponderExcluir
  2. para tudo produção,sorry não ter comentado antes estava sem tempo.
    Mas eu estou aqui sua purpurinida.
    Ta perfeito vou te jogar confete kkkk
    ah perai produção Continuaaaaaa

    ResponderExcluir
  3. Tomate com sal? Ai q tudo ahahhahahahah
    Kaah na minha opniao, eu acho q vc deveria fazer capitulos maiores, sem mals!
    Bom, capitulo pequeno ou grande voce so sabe fazer fic boa entao nem falo nada! Hahahahaha
    Se tem insta? Se tiver me segue la q eu sigo de volta ::: diana_barbi
    Uuuhhhh lalalalla justin e lucy mds! Hahahahaha se encontrem pelo amor do Pai Eternooo! Haahaha
    Continuaa amooraaa bjooos

    ResponderExcluir
  4. continuaaaaa ta perfeito cara serioooooooo

    ResponderExcluir
  5. Amando demais, mais que ansiosa para saber como vai ser o reencontro dela com os amigos... Enfim, continua logo, pelo amor de Deus... Beijos gata!

    ResponderExcluir
  6. Leitora nova. Continuaaaaa

    ResponderExcluir
  7. tbm sou leitora nova e to adorando pf,pf continua.......... :3

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar um comentário. Além de deixar a autora feliz, vai ajudá-la a saber se você está gostando ou não. Se achar algum link que não esteja funcionando nos avise.