04/10/2013

ILWMB: Capítulo 7 - I don't want the world to know

| |
"Querido eu te amo tão profundamente que não sei por onde começar. Eu te amo mais do que qualquer coisa mas as palavras não podem sequer tocar o que está em meu coração. Quando tento explicar posso soar insana, as palavras nem saem da forma certa. Eu fico de língua travada (e torcida). Eu não posso explicar o que estou sentindo."

16 de agosto de 2016 - Nova York, quarta-feira, 12:30AM
Justin: É, eu disse à ele que você não ia querer, mas ele pediu que eu falasse com você. - Justin falou despreocupado.
Charlotte: É óbvio que eu não vou fazer. Eu tenho muito orgulho de você e te admiro muito, mas eu não quero ser reconhecida só por ser sua irmã.
Justin: Você sabe que eu te entendo. Não precisa fazer se não quiser. - Falou enquanto o garçom nos servia. Comi um pouco da minha comida e então senti uma luz forte no meu olho. Era o flash de uma câmera fotográfica. - Droga. - Ele resmungou olhando ao redor, procurando onde o paparazzi estava. - Eu odeio isso, não posso ter privacidade nem pra almoçar. - Justin fez um sinal para os seguranças, que fizeram uma barreira em torno de nós. - Desculpe te fazer passar por isso, eu juro que se pudesse fazia todos eles sumirem só para nós podermos conversar em paz. - Sorri, comendo mais um pouco e tentando não mostrar o quanto eu estava incomodada.
Charlotte: Sarah me acordou 6:30 da manhã só pra me mostrar as fotos de ontem. Ela meio que pirou. - Mudei de assunto, não queria falar sobre isso. Justin riu.
Justin: Tenho que conhecer essa garota.
Charlotte: Acho que ela vai paralisar quando te ver. - Ri imaginando a cena e Justin me acompanhou. - É engraçado o fato de uma mulher de 21 anos ficar louca ao ver um cantor pop.
Justin: Não quando esse cantor sou eu. Um cara gostoso, lindo e sensual desse, quem resiste? - Ri, mesmo  ficando sem graça depois de sentir que ele me lançou uma indireta.
Charlotte: Já se passaram 3 anos e você continua convencido.
Justin: Eu posso. - É, tenho que concordar, Biebs. Não é à toa que você foi eleito o homem mais sexy do mundo várias vezes. Mas porque eu tô pensando isso? Que eu me lembre eu tenho namorado...
Charlotte: Já que você diz... - Ele riu, percebendo que eu fui irônica. Ele ia falar algo - com certeza ia me zoar - mas o meu celular tocou. Era Blake e eu fiz um sinal para Justin ficar quieto enquanto eu falava no telefone.


"Charlotte: Hey!
 Blake: Oi amor, tô atrapalhando?
 Charlotte: Não, estou almoçando. O que houve?
 Blake: Eu quero saber se você pode sair pra jantar comigo à noite.
 Charlotte: Sim, eu posso. Tem certeza que não houve nada?
 Blake: Eu só preciso conversar sobre umas coisas.
 Charlotte: Se você diz...
 Blake: Até à noite então. Beijos, te amo.
 Charlotte: Beijos."

Desliguei a ligação sem falar "eu te amo" de volta. Eu não conseguia falar isso pra ele. Eu sempre gostei da companhia dele, de passar horas perto dele, mas eu não conseguia o amar da mesma forma que ele me amava. Sempre deixei isso claro pra ele, mas ele disse que não se importa, que ele só quer aproveitar cada minuto do meu lado e isso me deixava realmente mal.
Justin: Aconteceu algo? - Perguntou parecendo preocupado.
Charlotte: Não que eu saiba. Era Blake, ele parecia estranho.
Justin: Às vezes você se enganou.
Charlotte: Tenho certeza que não. Ele parecia querer me dizer algo. - Justin deu de ombros, encerrando o assunto. Blake com certeza era um assunto que Justin não gostava de falar.
Justin: Eu falei com o Chaz ontem.
Charlotte: Sério? Tem dias que não falo com ele.
Justin: Eu chamei ele e o Christian para virem pra cá.
Charlotte: E eles vão vim?
Justin: Chaz disse que vem, ia ver se o Christian queria vim também e depois me ligava.
Charlotte: Seria legal se a gente conseguisse juntar todo mundo como nos velhos tempos, mas acho difícil. Todo mundo está tão ocupado...
Justin: Acho que todos podem viajar em um fim de semana. Eu vou falar com o Scooter e pedir o número da Tracy e você fala com a Caitlin. Vamos marcar de todos irem pra sua casa. - Ele falou com um sorriso engraçado e eu ri.
Charlotte: A casa vai ficar meio cheia, mas acho que dá.
Justin: Eu estou apenas brincando. Depois a gente vê isso.
Charlotte: Ok. - Sorri fraco. - Eu tenho que ir, meu horário de almoço acaba daqui a pouco.
Justin: Que pena, eu estava adorando passar um tempo com você. - Falou sério.
Charlotte: Para de ser tão galanteador. - Justin riu.
Justin: Ok, eu paro. - Ele falou levantando. - Já volto, vou pagar a conta. E não, eu não quero que você me ajude a pagar. - Justin saiu antes que eu pudesse responder, me fazendo rir.
Apesar da fama de Justin, era tão bom poder passar algum tempo com ele novamente, apenas conversando e percebendo o quanto ele continuava idiota e convencido mesmo depois de tanto tempo. Eu o observava enquanto ele estava de costas pra mim. Harem pants, Supra, camisa com uma estampa engraçada e boné. O mesmo jeito que ele se vestia há 3 anos atrás. Lembranças do passado vieram à minha mente, mas eu fui obrigada a afastá-las, pois Justin já caminhava na minha direção.
Justin: Vamos? - Assenti com a cabeça. - Sabe, nós deveríamos sair juntos mais vezes. - Ele falou colocando seus óculos escuros e os seguranças me entregaram um.
Charlotte: Pra que isso? - Perguntei.
Justin: Por causa dos flashes. Vai diminuir o impacto das luzes nos seus olhos. - Ele falou e eu coloquei os óculos. Justin saiu na frente e eu saí logo atrás dele, enquanto os seguranças faziam uma barreira em torno de nós.
Entramos no carro de Justin e ele deu a partida, só então me senti aliviada. Toda aquela atenção me deixava nervosa.
Charlotte: Eles quase colocaram um microfone dentro da minha boca. - Falei rindo e Justin me acompanhou.
Justin: Eles são loucos, querem alguma informação de qualquer forma.
Charlotte: Você não vai dizer nada, certo?
Justin: Não. Quando você achar que é a hora certa, eu conto.
Charlotte: Obrigada. - Ele sorriu.
Nós continuamos o caminho em silêncio, eu não conseguia parar de pensar em quando essa "hora certa" chegaria. Acho que nunca, mas eu não diria isso à Justin.

Justin Bieber P.O.V.
Parei o carro em frente ao prédio onde meu estúdio ficava e entrei, sorrindo para todos e com certeza ninguém sabia o motivo da minha felicidade. Mas eu sabia e sabia muito bem. Charlotte. Ah Charlotte, a única mulher que conseguia fazer eu ficar gay.
Scooter: Finalmente te encontrei! - Ele falou assim que eu adentrei meu estúdio e meu sorriso sumiu do meu rosto. Pro Scooter vim me procurar no meu estúdio, só se for pra trazer notícia ruim.
Justin: Oi pra você também, Scooter. - Disse jogando meu óculos em cima de uma mesa que tinha ali e cumprimentei os produtores que estavam por ali. - Qual a bomba dessa vez? - Sentei no sofá e ele sentou do meu lado.
Scooter: Eu só queria conversar sobre a Charlotte. - Bufei.
Justin: Por favor Scooter, não atrapalha minha felicidade.
Scooter: Eu não quero atrapalhar sua felicidade, eu só quero conversar. É uma conversa necessária, você sabe.
Justin: Tá, então o que você quer falar? Antes de tudo eu quero dizer que você me apoiou nessa história de reencontrá-la.
Scooter: Eu sei disso, só quero saber como vai ficar a situação entre vocês. O mundo está louco querendo saber quem é a garota que está saindo com você e a situação com os paparazzis está piorando cada vez mais. Vocês vão contar a verdade?
Justin: Eu não posso, cara. Eu disse à ela que eu iria contar apenas quando ela quisesse.
Scooter: Ok, então acho melhor vocês passarem a se encontrar escondidos. Se você continuar saindo com ela, eles irão investigar a vida dela toda e vão acabar descobrindo tudo.
Justin: Às vezes eu só queria ter um pouco mais de privacidade. - Suspirei, deixando meu corpo cair pra trás e ir ao encontro do encosto do sofá.
Scooter: Quando fazemos uma escolha temos que sacrificar outra. Infelizmente é assim.
Justin: Infelizmente mesmo. - Falei levantando. - Eu vou gravar, depois eu falo com você. - Saí dali, o deixando sozinho. Eu odiava essa falta de privacidade, odiava não poder sair com nenhuma garota sem que o mundo todo descobrisse quem ela é. Eu só queria poder ser uma pessoa comum por alguns instantes.



E ae gatas, como estão? :3
Eu estou bem e MUITO ansiosa pra Heartbreaker *u* Nem acredito que finalmente essa música vai ser lançada.
Sobre o capítulo: pelo menos ficou grande heuehuehue Sério gente, eu tentei colocar algo surpreendente nesse capítulo, mas não consegui. Acho que o próximo vai ser mais animado ;)
Digam-me o que acharam e o que querem que aconteça, talvez sua ideia sirva de inspiração pra mim c:
Qualquer coisa falem comigo pelo ask ou podem me adicionar no facebook. Estou aceitando todas vocês :)
Beijinhos ;*

9 comentários:

  1. continua logo por favor...
    divulga tbm :https://www.facebook.com/belieberseboylieberdobieber?ref=hl

    ResponderExcluir
  2. AWWWN, tá ficando MUITO bom!!! *-*
    Você é ótima escrevendo, e mesmo não tendo muita ''animação'', ficou perfeito e deixa quele gostinho de ''quero mais''. Enfim, parabéns!! Estou escrevendo uma fanfic e você é minha inspiração, na boa! Não tenho blog, nem nada, mas assim que minha fanfic ficar pronta vou correr atrás disso, talvez me inscreva pra ser CDC de algum blog, ou sl.. Estou no capítulo 78, e está super legal, não como a sua, mas tá ficando bom, hahahahaha. Beijossss, e continua porque estou anciosa pra saber se ''Jarlotte'' vão ficar juntos novamente! *-*

    ResponderExcluir
  3. Cara, vc não precisa de algo "surpreendente" no capítulo, você é uma autora que prende o leitor lendo do começo ao fim e isso é surpreendente. Perfeito como sempre! :D Continua!

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAAAAAAAI QUE FOFO! eu to amando gata! eles ainda se gostam! continua logo, beijos <3

    ResponderExcluir
  5. to amando , mas tipo seria muito legal se descobrisem sobre o romanci dos 2 e sobre ela ser irma dele !

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar um comentário. Além de deixar a autora feliz, vai ajudá-la a saber se você está gostando ou não. Se achar algum link que não esteja funcionando nos avise.