03/04/2013

4º Capítulo - Vegas Girl: My Stepmother.

| |
537528_460058234078126_1475903326_n_large

Jason: Quer dormir aqui? - Perguntou quebrando o clima romântico, mas tudo bem...que é pra eu não me apaixonar.

Quer dizer, não que eu me apaixone fácil mas já percebi que tem algo diferente no Jason e não quero correr esse risco, mas sabe... até que eu to curtindo. Ele me trata super bem, isso é raro.

Eu: Pode ser. - Respondi depois de alguns segundos pensando nisso tudo. - Se não for incômodo. 
Jason: Não é, fica tranquila. - Sorriu e subiu as escadas sem falar mais nada, então resolvi ir atrás dele.
Eu: O que você ta fazendo? - Parei na porta do quarto que parecia ser dele.
Jason: Pegando uma camiseta pra você. Ou vai dormir assim? - Me mediu
Eu: Não, não vou.
Jason: É, eu já sabia. - Pegou uma camiseta e me entregou - Quer dormir aonde?
Eu: Tanto faz.
Jason: Comigo.
Eu: Pode ser. - Ri baixo, tirei meus sapatos e deixei num canto do quarto, depois fui no banheiro e coloquei a camiseta. Dobrei meu vestido e coloquei em cima da escrivaninha dele, sentei na cama e fiquei olhando algumas fotos que tinha num mural lá.
Jason: Fome? - Me mostrou um pacote de bolacha que tinha pegado.
Eu: Me dá uma!
Jason: Pega aí! - Me entregou o pacote, peguei 3 bolachas e devolvi pra ele. - Você come muito.
Eu: Mas sou gostosa.
Jason: Gorda.
Eu: Gostosa.
Jason: Tá, chega. - Levantou e pegou dois cobertores dentro do guarda-roupa dele e colocou na cama. Ficamos sentados encostados na cabeceira, cobertos e comendo bolacha por um tempo, até que ele encostou a cabeça no meu ombro e dormiu. 

(...)

Acordei, mais ou menos, 11 horas da manhã e o Jason ainda dormia. Coloquei meu vestido e meu salto, prendi meu cabelo num coque pois estava horrível, lavei o rosto e fui embora. 
Não, eu não me despedi.
Tudo o que queria agora era evitar o Jason, porque eu sentia que ele era perigoso. Digo, eu me apaixonaria por ele e já sabia.
Não que eu tenha medo de me apaixonar, mas já me apaixonei uma vez, namoramos e o mataram, até hoje eu não sei porque. Mas enfim: sofri. Sofri muito. E com certeza isso contribuiu pro jeito que eu sou hoje. Mas óbvio que os fatores principais foram a morte da minha mãe e o novo casamento do meu pai. 

James: Onde você dormiu? - Perguntou assim que entrei em casa.
Eu: Na casa do meu amigo, algum problema? - Respondi fuzilando a vadia da minha madrasta, que estava do lado dele.
Kelly: Não seja grossa com o seu pai, Lindsay. - Me segurou pelo pulso - Aliás, vai arrumar seu quarto porque ta uma zona! 
Eu: Você pode mandar no trouxa do meu pai, mas em mim você não manda. - Me soltei dando um tapa na cara dela
James: LINDSAY! - Gritou enquanto eu subia a escada, mas não adiantou porque ignorei ele. Cheguei no meu quarto, peguei uma roupa, tomei banho e me vesti. Resolvi ir na cozinha pegar bebida mesmo sabendo que meu pai e a vaca estavam na sala.

Passei pela sala e ninguém falou nada. Fui na cozinha e peguei uma garrafa de vodka e uma de energético, depois quando ia subir a escadas pra voltar pro meu quarto, meu pai me chamou

James: Lindsay.
Eu: Sim?
James: Senta aí. - Sentei na poltrona ficando com os pés apoiados na mesa de centro enquanto os dois me marcavam cerradamente. - Não gostei da sua atitude de bater na Kelly.
Eu: Também não gostei da sua atitude de casar com ela. - Retruquei
James: Ela é minha esposa e querendo ou não, você vai ter que aceitar.
Eu: Essa louca fez uma lavagem cerebral em ti, só você não vê. Cego! - Gritei me levantando - Essa aí só quer o seu dinheiro, para de ser burro! Eu te amo pai, amo muito, mas eu não aguento mais. Vocês vivem viajando e você não me da atenção, você simplesmente me abandonou. - Ataquei a garrafa de vodka na parede involuntariamente com toda a minha força, meu pai não falou absolutamente nada.
Kelly: Você acha que é mais mulher que eu, né pirralha? Mas acredite, você não é. - Se levantou vindo em minha direção, enquanto meu pai assistia sentado.
Eu: Você é mais mulher que eu? Por acaso você tem duas bocetas querida? Acho que não.   
Kelly: Garota, ou você me respeita, ou eu conto todos os seus podres pro seu pai. - Apontou o dedo na minha cara, então eu dei um tapa na sua mão
Eu: O que você vai falar? Que eu fumo maconha? Que eu bebo? Que eu ajudo em tráfico de drogas? Que eu não sou mais virgem? Acredite, ele sabe e não ta nem aí. - Pisquei pra ela e meu pai nem se mexia, provavelmente isso tudo foi um choque pra ele, minhas palavras estavam machucando e eu sabia.
Kelly: Você é ridícula, vagabunda. - Gritou repetindo a palavra "vagabunda" pausadamente 3 vezes, a unica reação que eu tive foi dar um soco na cara dela.
James: Não chama a minha filha de vagabunda, Kelly! - Finalmente levantou se pronunciando e nos separando. - O que vocês duas tem na cabeça? Isso é ridículo.
Eu: Pelo menos você ta vendo quem é a sua esposa de verdade. - Subi correndo pro meu quarto novamente. Carreguei a minha M9 caso a vadia me atacasse, guardei na gaveta do meu criado-mudo e me joguei na cama. Resolvi atualizar meu facebook, twitter e afins. Tweetei algumas coisas e respondi umas mentions.

@LilovCamp: I prefer vodka than people. Fact. lol
"@chazs0mers: Yesterday was a big day." I agree, hahaha.
"@LucyCosgrove: @LilovCamp's in love. lol" thats a big lie
"@ryanbutler: You should give news. @LilovCamp" i'm ok guy

Até que o Jason mandou um sms perguntando se eu estava bem e o que tinha acontecido porque fui embora antes dele acordar, apenas respondi "me desculpa.". Depois, peguei um pacote de salgadinho na cozinha e comi no meu quarto, e voltei a dormir. Domingo é sempre o maior tédio e eu quase nunca sei o que fazer. Quando acordei, ouvi alguns gritos que provavelmente eram da Kelly; talvez ela e meu pai estivessem brigando. Isso é bom? Ah, claro que é!

Aliás, uma coisa que eu não parava de pensar é: Como trataria o Jason amanhã na escola. Affffff. Vai ser difícil evitá-lo. Droga.


Meus amores!
Perdão pelo capítulo pequeno, to cheeeeia de coisas pra fazer e mega cansada. To com tanta cólica que mal consigo andar, sério, sem exageros.
E, infelizmente, não vou conseguir responder vocês por falta de tempo. Mas, qualquer coisa to no twitter e no facebook.

+ 15 Comentários.



18 comentários:

  1. Amei o capítulo, e serio, acho que ela tem que parar de ficar evitando o Jason, talvez seja ele que vai fazer ela voltar a ser como era antes da morte da mãe e do namorado... Enfim, continua logo, please!
    Beijus10!

    Ass: Midi dos Santos

    ResponderExcluir
  2. Continuuuuuuua
    Ameeeei o capitulo...espero que a Kelly leve um tiro no meio da testa,só acho
    O Justin gosta dela? Tipo do jeito que ela ta começando a gostar dele? Ou ele vai ser um vagabundo e lagar ela?

    ResponderExcluir
  3. Véi, sérioo! Eu to amando muuito essa ib! Coontinua prinn' Xoxo' By: Claraa!

    ResponderExcluir
  4. É TRETA! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK VELHO AMEI!. E, tipo que fofo o Jason *u* amei <3 continua flor! ah, e vei vai ser mancada se ela ignorar ele :(, ele é tão fofo! #NerdV1D4LOK4 hahahahaha. Beijo na bunda linda :3 #perfeito

    ResponderExcluir
  5. Ai,essa sua ib e muito mais q perfeita!Continua!!!

    ResponderExcluir
  6. Continua por favor, ta super legal!!
    Vc tem tumblr?
    Leticia

    ResponderExcluir
  7. Aaaaaaaha continua pvfr

    ResponderExcluir
  8. Continua por favor, eu nao aguento esperaaaaaaaaar!

    ResponderExcluir
  9. Por Favor continua, estou amando a IB

    ResponderExcluir
  10. QUE PERFEITO! POSTA LOGO O PRÓXIMO! N E C E S S I T O

    ResponderExcluir
  11. AMEIIIIIII MEU DEUS VC ESCRVE MUITO BEM

    ResponderExcluir
  12. PERFEITOOOOOO. CONTINUAAAAA!
    BY: LAURA

    ResponderExcluir
  13. Continua, vc escereve mto bem

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar um comentário. Além de deixar a autora feliz, vai ajudá-la a saber se você está gostando ou não. Se achar algum link que não esteja funcionando nos avise.