06/05/2012

IB: Little London Girl - Capítulo 30

| |
  

Acordei com uma dor de cabeça insuportável e meu nariz estava entupido. Devo ter ficado gripada por causa do frio que estava fazendo quase todos os dias aqui em LA.
Levantei lentamente e fui até o banheiro. Lavei o meu rosto e fui até a cozinha ver se tinha algum remédio.
Carly: Está de folga hoje mãe? - Ela estava tomando café.
Lauren: Hoje é sábado esqueceu?
Carly: É verdade. Mãe, tem algum remédio pra gripe aí?
Lauren: Tem sim. O que você está sentindo? - Ela levantou e abriu uma gaveta.
Carly: Dor de cabeça, dor no corpo e meu nariz está entupido.
Lauren: Toma esse remédio e vai deitar. Depois eu vou lá ver se você está com febre. - Ela me entregou o remédio e eu tomei. Depois subi e deitei novamente.
Meu celular tocou e eu atendi. Era Justin.
~ligação on~
Carly: Oi bebê.
Justin: Oi shawty. Como você está?
Carly: Não muito bem.
Justin: Porque? O que houve?
Carly: Estou gripada.
Justin: Eu vou ficar aí com você.
Carly: Não precisa Biebs. Eu posso passar gripe pra você.
Justin: Não tem importância. Estou indo. Tchau.
Carly: Tchau.
~ligação off~
Por mais que eu insistisse para Justin não vim, ele viria. Justin é muito protetor e eu gosto disso. Isso mostra que ele me ama.
Lauren: Toma, põe o termômetro. - Ela entrou no quarto me despertando dos meus pensamentos.
Coloquei o termômetro e enquanto esperávamos, minha mãe ficou deitada comigo. Acabei pegando no sono.
[...]
Acordei e vi Justin mexendo no meu notebook.
Justin: Hey pequena. - Ele veio até mim e me deu um beijo.
Carly: Está aí a quanto tempo?
Justin: Não tem muito tempo. - Ele deitou do meu lado.
Justin: Está se sentindo melhor? - Ele beijou minha testa.
Carly: Sim. A dor de cabeça e a dor no corpo sumiram.
Justin: Que bom. Amanhã você vai estar melhor.
Carly: Eu espero. - Ele me deu um selinho.
Justin: Eu falei com o Fredo hoje e ele disse que já está terminando de editar a música. Vai ficar pronta antes das 17h.
Carly: Que ótimo. Quando vamos postá-la?
Justin: Segunda bem cedo já vai estar disponível.
Carly: Estou tão ansiosa. Será que vão gostar?
Justin: Tenho certeza que sim. - Ele me aconchegou em um abraço.
Ficamos em silêncio por um tempo, até Justin decidir quebrá-lo.
Justin: Me conte mais sobre sua vida.
Carly: Hm... Eu nasci em Londres e quando eu tinha 2 anos meu pai morreu por causa de uma doença grave no coração. Não me lembro dele, apenas por fotos que ficam na casa da minha avó. Todos os meus parentes moram em Londres e eu tenho uma relação muito boa com eles. O mais próximo de mim é o meu primo Andrew, de 16 anos. Nós somos muito próximos, mas nós estamos a um tempo sem nos falarmos pois deu um problema na internet dele. A mudança para os EUA me separou da minha família, mas por causa da mudança eu consegui encontrar a pessoa que me faz sorrir até mesmo se eu estou triste. - Terminei de falar e Justin estava com o sorriso mais lindo que eu já vi, o que me fez sorrir também.
Justin: Eu sempre vou me lembrar daquela viagem pra Londres. Eu estava cansado, mas eu sentia que aquela viagem ia ser especial. Algo me dizia que eu tinha que ir. Quando eu olhei pra você no meio daquela multidão, eu senti algo diferente. Meu coração bateu mais rápido. E sabe porque eu te encontrei novamente no McDonalds? Porque eu pedi para o motorista seguir o carro da sua mãe. Eu sentia que você era o motivo daquela viagem. A partir daquele dia que eu te encontrei, eu não sou mais o mesmo. Eu penso em você 24 horas por dia e ficar longe de você é um sacrificio. Eu preciso de você como nunca precisei de ninguém Carly Miller. - Ele me beijou como nunca tinha me beijado antes. Eu o amava muito e sempre sonhei com isso. Saber que isso é real é algo mágico.
[...]
Minha mãe bateu na porta, fazendo eu e Justin nos afastarmos.
Lauren: Carly, tome esse remédio. - Ela me entregou um comprimido e um copo d'água. Tomei e então ela saiu.
Carly: Justin, pra que você me ligou aquela hora?
Justin: Era pra saber se você podia ir lá pra casa. Meu pai chegou com os meus irmãos ontem à noite.
Carly: Ah, eu posso ir amanhã, se eu já estiver melhor.
Justin: Não se preocupe. Você vai ter todo o tempo do mundo para conhecê-los. - Ele me deu um selinho.
Justin: Eu tenho que ir à uma entrevista. Depois eu venho aqui e vou trazer filmes e doces. - Ele me deu um beijo.
Carly: Tchau bebê. - Ele sorriu e jogou um beijo para mim. Nós rimos e ele foi embora.
Levantei cambaleando e fui até o banheiro, na volta olhei pela janela e vi Bob correndo no quintal que tinha atrás da minha casa.
Estava me sentindo cansada, então deitei e acabei dormindo de novo.

~narrado por Justin B.~
Saí da casa de Carly e fui direto para a entrevista. Entrei e fui até o camarim, onde fiquei esperando por uns 10 minutos antes de começar.
[...]
Fizeram perguntas sobre Believe, shows, turnê, fãs e claro, sobre Carly.
Apresentador: Recentemente você assumiu seu namoro com Carly Miller, certo?
Justin: Yeah.
Apresentador: Nós ficamos sabendo que ela tem 15 anos. Você não acha que ela é muito nova?
Justin: Quando a gente ama, a idade não importa. E ela vai fazer 16 anos em breve. São apenas 2 anos.
Apresentador: E é verdade que ela é cantora e você está patrocinando ela?
Justin: Sim, ela é uma ótima cantora e seu primeiro single sai na próxima segunda. Não deixe de conferir porque vai ser ótimo.
Ele fez mais algumas perguntas e então a entrevista acabou.
Dirigi até em casa e estava muito cansado, pois não dormi muito bem a noite.
Jazzy: BooBoo, você vai dormir agora? - Ela entrou no quarto.
Justin: Sim. Quer dormir comigo? - Ela fez que sim com a cabeça e deitou do meu lado. Dormimos rapidamente.
~fim da narração de Justin B.~

 5 comentários pro próximo. O que acharam? Comentem coisas diferentes de "Continua". Quero saber o que vocês estão achando e o que querem que aconteça. Beijos ;*

5 comentários:

Não esqueça de deixar um comentário. Além de deixar a autora feliz, vai ajudá-la a saber se você está gostando ou não. Se achar algum link que não esteja funcionando nos avise.