09/09/2017

Sapphire: Chapter 4 - Cold

Nenhum comentário: | |

       Os dias demoraram a passar. Nas duas apresentações que fez, ela procurou pelo rosto dele na multidão. Mas ele não estava lá. Pelo menos não de corpo presente. No sábado à noite, Selena fez uma recepção para alguns funcionários de sua empresa, tudo visando novos contatos comerciais… Por mais que Chris estivesse lá, fazendo piada e se embebedando com o champanhe caríssimo, Justin se sentia entediado. A música era chata, as pessoas mais ainda, ele apenas queria sair andando sem olhar para trás. Se o fizesse, com certeza seus pés o levariam ao clube. Diretamente até ela.
         O jantar de sábado resultou em sócios em potencial, que foram convidados para um almoço no domingo e fingir um casamento perfeito era exaustivo. Sorrisos falsos, carinhos falsos, um companheirismo falso. Justin se perguntava se o casal de ricaços que parecia se divertir tanto na companhia deles ainda gostaria de fechar um contrato se soubesse que aquilo tudo era fachada. Que na verdade, o casamento de Justin e Selena era como um barco, cheio de buracos, prestes a afundar.
         Ao fim de tudo, quando se deitaram para dormir, cada um virou para o seu lado na cama, murmurando um “Boa noite” automático. Dormiram e quando ele acordou na manhã seguinte, ela já não estava mais lá. Era como estar casado com o fantasma dela. Ele sempre acordava sozinho. Mas naquele dia ele não se importava.
         Saltou da cama e tratou de se aprontar. Se na noite anterior queria parecer profissional, naquele dia, queria parecer o mais descontraído possível, para que Sapphire se sentisse confortável. Sendo assim, se vestiu com uma camisa social branca, jeans e mocassins. Colocou os óculos no rosto, a bolsa no ombro e pegou a chave do carro na mesinha, praticamente correndo para o elevador. Cumprimentou o porteiro antes de deixar o prédio, como há muito tempo não fazia. Há muito tempo que nada o deixava animado daquele modo. Pegou o Audi R8 preto na garagem e seguiu com destino certo. Nothing’s Gonna Hurt You Baby no rádio, o coração fora do ritmo.

05/06/2017

Oneshot Interativa: Fire M. Gasoline

3 comentários: | |

Sinopse: Ela tinha olhos intensos que ele jamais esqueceria, assim como a pele macia junto à sua, se perdendo em meio aos lençóis. O maravilhoso perfume que emanava dela ficara impregnado na cama, enquanto sua voz que se erguia em sons deliciosos ficaram gravados em sua mente. E o calor... Ah, o calor. Sorte a deles não estarem bêbados o suficiente para esquecerem o que acontece quando o fogo encontra gasolina.

Finalizada: capítulo único
Personagens: Justin Bieber, você.
Trailer: Fire Meet Gasoline | Oneshot Trailer

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Shoujo (Romântico).
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo.

Aviso legal
personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

28/05/2017

Sapphire: chapter 3 - Deal

Um comentário: | |
 O caminho de volta para casa nunca foi tão animador. Pela primeira vez em meses, Justin tinha pelo que esperar. O encontro com a garota de cabelos azuis o deixara ansioso. Já se imaginava fotografando-a, já se imaginava colocando as fotos reveladas na mesa de sua chefe e a ouvindo dizer que ele podia voltar à equipe, que na verdade ele nunca deixara de pertencer a ela. E além do interesse profissional, Justin estava ansioso para revê-la no palco. Apenas pensar nos movimentos lentos dela fazia o loiro sentir calor e partes específicas do seu corpo latejarem.
 Logo que adentrou o apartamento luxuoso, jogou a bolsa no sofá e teria corrido até seu escritório para organizar alguns equipamentos, se uma Selena furiosa não tivesse surgido já com as mãos nos quadris, um borrão de tubinho preto, meia-fina e sapatos altos. Quando o fazia, ele sabia que mais uma discussão se iniciaria. Sendo assim, ele se deixou cair no sofá junto à bolsa, apenas esperando que ela começasse a falar.
 — Onde você estava? — perguntou antes de qualquer coisa com sua voz fria e ele suspirou, desviando o olhar.
 — Fui tomar um café com o Christian. Desestressar um pouco — era uma verdade parcial. A mulher riu, cheia de sarcasmo.
 — Desestressar? O que pode haver de tão estressante na sua vida, Justin? Você não faz nada! — zombou e aquela resposta acertou-o em cheio, como um soco na boca do estômago.

14/05/2017

Sapphire: chapter 2 - black

Um comentário: | |
 Era raro ter um cliente como aquele, que a inspirava a dançar e a fazia esquecer onde estava e porquê. Aquele cara na primeira mesa conseguira sua atenção como nenhum outro fazia há tempos. Era bonito, sofisticado e misterioso… O tipo de cara do quem ela mantinha uma distância segura, mas gostava de provocar. Ele nunca estivera ali antes e enquanto ela penteava os cabelos cor de céu em frente ao espelho no “camarim” coletivo, apenas conseguia pensar na próxima vez em que o veria e na próxima música que dançaria especialmente para ele. Sabia que ele voltaria, tinha visto aquilo no fundo de seus olhos. Sapphire  causava aquele efeito nos homens, eles simplesmente não conseguiam deixar de voltar, uma vez que a tinham visto.
 — Primeira mesa de frente para o palco. Você viu? — Kimberly chegou perguntando alto, sobressaltando a amiga. — Deus, que homem!
 A morena tinha a franja úmida de suor colada à testa e os cabelos na altura dos ombros estavam emaranhados por conta dos movimentos frenéticos feitos anteriormente no pole dance. As botas de cano alto pretas a deixavam muito mais alta do que realmente era e a calcinha minúscula da mesma cor, a única peça de roupa que usava, destruía a imagem delicada que seu rosto passava. Ela se largou na cadeira ao lado da outra que, ao se virar, deu de cara com os seios da mesma.
 — Céus, Kim! Como você pode ficar tão à vontade com isto? — Sapphire desviou o olhar. Aquela parte do corpo da menor era um tanto chamativa. — Vista algumas roupas quando não estiver no palco.

01/05/2017

Sapphire: chapter 1 - blue

Nenhum comentário: | |
Ele estava frustrado. Era a terceira vez naquela semana em que a esposa provocava uma discussão desnecessária que acabava em gritos, choro e, por fim, com ele deixando-a para trás e saindo para tentar esfriar a cabeça. O casamento de quatro anos começava a ficar insustentável. Justin e Selena mal conversavam, sexo então, ele mal podia se lembrar qual fora a última vez que tinham feito... 
Tudo começou quando Justin perdeu seu emprego como fotógrafo da revista Vogue e, então, a mulher se viu tendo de sustentar a casa sozinha, o que não devia ser tão complicado para uma CEO de uma multinacional. Mas ela gostava do status, gostava de dizer a todos quem ele era e o que fazia... Ele estava tentando achar outro trabalho, fazia alguns bicos enquanto isso, mas ela parecia sempre insatisfeita, amarga, nunca deixando de lhe dizer quando tinha a chance de que era ela a provedora daquele lar. Até que ele explodiu. Era difícil para ele, como homem, ter de ouvir tudo aquilo.
Foi assim que acabou na rua, na noite fria de Vegas, com um cigarro quase no fim entre os lábios e as mãos nos bolsos do sobretudo preto. Andava sem rumo, sem muita atenção aos vários letreiros iluminados, até que um em especial o atraiu. “Sapphire gentlemen’s club¹” estava escrito em neon e ele se sentiu estúpido por estar ali, parado, tentado a entrar num clube de strip-tease apenas porque seu casamento ia mal. Por fim, pisoteou o cigarro na calçada e a última coisa em que pensou antes de entrar foi “Foda-se”.